Canguru promove sustentabilidade e economia para Magnus com sacola reciclada

06 de Dezembro, 2018

A Canguru Plásticos, em parceria com a fabricante de rações para cães e gatos Magnus, iniciou um ciclo sustentável para minimizar o impacto ambiental que os resíduos das embalagens (aparas) produzidas causavam no meio ambiente. “Para resolver o problema das sobras inutilizadas, juntamente com a Magnus, pensamos em uma logística interessante de reuso, transformando a perda em um novo produto”, explica Marcelo Sá, gerente comercial da Canguru. Segundo o executivo, por enquanto a parceria é exclusiva e rendeu mais de 120 mil sacolas feitas de filme reutilizado desde julho deste ano, gerando uma economia de 15% nos custos do cliente. De acordo com o gerente técnico da Canguru, Jucenei Pereira, o reprocessamento do material proporciona, ainda, a redução no consumo de matéria-prima virgem, envolvendo menor consumo de recursos naturais. “É uma iniciativa inovadora, já que envolve a cadeia de produção das embalagens, tendo por auxílio direto, o cliente. Assim, despertando o pensar na questão da sustentabilidade e formando um ciclo interessante no reuso de materiais”, explana Pereira. A Canguru informa que para fabricar as sacolas sustentáveis são necessárias apenas 48 horas a mais em comparação às tradicionais, tempo justificado pelas etapas de reciclagem do filme reutilizado. “Estas sacolas plásticas serão utilizadas em nossas ações comerciais junto a clientes, feiras e eventos (Trade Marketing) que receberão um material com baixíssimo impacto ambiental”, comenta Leonardo Dalmagro Moreira, gerente de pesquisa e desenvolvimento de embalagens da Magnus. Além de ser uma oportunidade de avançar nessa área, Dalmagro ainda revela que o grande desafio da marca é fazer com que esse comprometimento com a sustentabilidade se traduza na prática, sendo internalizado por cada um dos colaboradores. “É um material inutilizado que está retornando para a cadeia produtiva, são aparas que se transformam em algo novo. Antes, um desperdício, hoje, um gerador de economia. Nos alegra muito fazer parte de um projeto como este!”, completa com entusiasmo.

Fonte: Revista Plástico Sul